Auxiliar se esforça para continuar na FIFA
Após sucessivas reprovações físicas, Clariston Clay precisa se condicionar melhor para fazer bonito no próximo teste internacional
Da redação
Atualizado em 14/08/2015 às 00h05

SERGIPE – É sabido no futebol brasileiro que o escudo da FIFA pesa e se tem um árbitro assistente que conhece bem o que é isso, ele tem nome e sobrenome: Clariston Clay Barreto Rios. Embora seja um dos auxiliares mais competentes da arbitragem nacional, infelizmente desde que foi promovido ele não tem conseguido manter a mesma eficácia que apresenta dentro de campo, fora dele. E isso pode sim ser motivo para que a Comissão Nacional de Arbitragem o substitua na próxima lista.

Para que isso não aconteça, o assistente sergipano de 36 anos tem investido pesado em seus treinamentos físicos. Além de um personal que lhe acompanha todos os dias em sua maratona pesada de exercícios físicos, Clay tem também uma nutricionista para a parte alimentar e um fisiologista que lhe auxilia a treinar com qualidade evitando assim que ele se lesione.

Embora tenha sido reprovado na última avaliação ao qual foi submetido, o FIFA de Sergipe sabe da importância de seu escudo para a região nordeste do Brasil e com toda certeza vai fazer bonito no próximo teste para que desta forma consiga se manter no quadro em 2017. Caso contrário, Clovis Amaral de Pernambuco e Márcio Gleidson do Pará deverão brigar dentro de campo pela vaga do colega sergipano.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem




Deixe seu comentário
>> Nome:
>> E-mail:
>> Comentário:





Comentários

Ainda não há comentários para esta matéria. Seja o primeiro!

VOZ DO APITO
Todos os direitos reservados © 2008 - 2015